COMUNICADO À IMPRENSA

Primeiro leilão-piloto para captura de metano é um sucesso

17 de julho de 2015


Leilão apoia projetos para reduzir as emissões de gases do efeito estufa

WASHINGTON, 17 de julho de 2015 — Licitantes do setor privado que participaram do primeiro leilão online do Mecanismo-Piloto de Leilão para a Mitigação do Metano e da Mudança Climática (PAF, na sigla inglesa) compraram garantias de preço para 8.7 milhões de créditos de carbono a US$2.40 por crédito.

O primeiro leilão, que alocou US$ 25 milhões em garantias de preço de créditos de carbono, marca uma nova e inovadora maneira de financiar as reduções das emissões de gás metano. O metano é um gás do efeito estufa altamente potente, com um potencial de aquecimento global 25 vezes maior do que o do dióxido de carbono.

Os resultados do primeiro leilão, ocorrido em 15 de julho, mostram a participação de 28 licitantes, oriundos de países desenvolvidos e em desenvolvimento, desde grandes empresas multinacionais a pequenas empresas locais. 12 empresas ganharam (para uma lista completa consulte www.pilotauctionfacility.org).

O sucesso desse leilão-piloto é um sinal claro de que essa nova abordagem de financiamento da mitigação da mudança climática tem potencial para render dividendos para reduzir as emissões de metano e beneficiar as comunidades ao ajudar a reduzir a poluição do ar”, disse Rachel Kyte, Vice‑Presidente do Grupo  Banco Mundial e Enviada Especial para a Mudança Climática. “É exatamente o tipo de inovação financeira de que precisamos para ajudar a reforçar o impacto de recursos públicos escassos e motivar o setor privado a investir em projetos que reduzam as emissões de gases do efeito estufa.”

O primeiro leilão concentrou-se em projetos de redução do metano em aterros, terrenos agrícolas e locais de esgoto. A maioria dos projetos qualificados está no Brasil, Índia, Indonésia, Malásia, México e Tailândia. Os vencedores do leilão vão comprar um tipo especial de título do Banco Mundial que paga aos seus portadores um preço garantido contra a entrega de créditos de carbono qualificados.

Oferecer essa garantia de preço em apoio a projetos favoráveis ao clima por meio de um título estruturado do Banco Mundial é uma inovação nos mercados de capitais que complementa nossa emissão pioneira de títulos verdes para proporcionar financiamento climático. A estrutura do PAF tem potencial para ser aplicada a outros poluentes que afetam o clima além do metano, possibilidade que estamos muito interessados em explorar”, afirmou Doris Herrera-Pol, Chefe Mundial para os Mercados de Capitais do Banco Mundial.

Ao usar leilões para fixar o preço da garantia, ou baixar o preço mínimo, o PAF visa a alcançar o máximo possível de resultados para a mitigação da mudança climática com um volume limitado de recursos públicos. Além disso, como está configurado de modo a vincular o pagamento ao desempenho, o PAF somente pagará o preço da garantia do leilão, caso ela seja executada, após os resultados serem alcançados.

Atualmente, o custo da captura do metano nem sempre vale a pena, apesar do fato de que as tecnologias para reduzir o metano são relativamente baratas”, disse Vikram Widge, chefe da área de financiamento climático e de carbono no Grupo Banco Mundial. No momento, o preço dos créditos de carbono está tão baixo que mais de mil projetos de redução do metano correm o risco de serem cancelados. Se fossem sustentados, esses projetos poderiam evitar que centenas de milhões de toneladas de metano acabassem na atmosfera.

Alemanha, Estados Unidos, Suécia e Suíça são os doadores e concordaram em contribuir mais de US$ 50 milhões para o PAF. Essa iniciativa tem uma meta de capitalização de US$ 100 milhões de dólares e está captando recursos ativamente para organizar mais dois ou três leilões como teste ao longo de um ano e meio.

Contatos com a mídia:
Em Washington
Alison Schafer
tel : +1 (202) 256 1726
aschafer@worldbank.org
Solicitações de transmissão:
Mehreen Sheikh
tel : +1 (202) 458-7336
msheikh1@worldbankgroup.org



COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2016/025/GCC

Api
Api