COMUNICADO À IMPRENSA

WB/Brasil: Programa de Inclusão Produtiva beneficiará 14 milhões no estado da Bahia

28 de Junho de 2012




WASHINGTON, 28 de Junho, 2012 – O Conselho de Diretores do Banco Mundial aprovou hoje um Empréstimo de Políticas de Desenvolvimento (DPL, na sigla em inglês) de US$ 700 milhões para o Estado da Bahia. A iniciativa tem como foco a redução da desigualdade social e a promoção da inclusão produtiva, beneficiando esse estado do Nordeste brasileiro e seus 14 milhões de residentes. 

"Acreditamos que essa parceria é fundamental para fazer da Bahia um Estado socialmente igualitário e economicamente autossuficiente", disse Jaques Wagner, governador do Estado da Bahia. "Nosso esforço é sempre na direção de alcançar, cada vez mais, a melhoria da qualidade de vida e a criação de melhores oportunidades para todos os baianos".

A Bahia registra uma relevante redução da pobreza desde 2003, com uma média anual superior a 5%, devido à combinação de políticas sociais nacionais e elevado crescimento econômico. Ainda assim, é um dos estados mais pobres do país.

"A Bahia é um dos maiores estados do Brasil e apresenta enormes oportunidades. Nós acreditamos que esse programa vai fortalecer a habilidade do governo em fornecer os serviços necessários à população e reduzir as desigualdades”, disse Deborah L. Wetzel, diretora do Banco Mundial para o Brasil.

A desigualdade entre as mulheres da Bahia é significante. Em 2009, o índice de pobreza entre as mulheres era de 13% comparado a 11% entre os homens, apesar de na Bahia as mulheres terem um nível educacional superior ao dos homens. Essa disparidade é ainda maior nas áreas rurais, onde a percentagem de mulheres vivendo na pobreza é o dobro da registrada nas áreas urbanas. O nível de educação também é mais baixo: mulheres rurais geralmente têm metade dos anos de estudo das que vivem em centros urbanos.

A Bahia também enfrenta o desafio do aumento do crime e da violência. Atualmente, é o terceiro estado mais violento do Nordeste e o quinto do Brasil.

Com esses desafios em mente, as principais áreas de foco do programa serão:

  • Desenvolvimento de programas de saúde primária, especialmente de saúde materna.
  • Monitoramento e avaliação de resultados do Programa do Educacional do Estado Pacto pela Educação, criado para aprimorar a qualidade da educação primária.
  • Provisão de materiais educacionais e apoio pedagógico ao sistema educacional.
  • Oferecimento de programas aperfeiçoados de prevenção ao crime e a violência.
  • Reestruturação da Coordenação do Corpo de Monitoramento de Administração de Riscos de Desastre do Estado e estabelecimento de unidades regionais com profissionais treinados e equipados.
  • Criação do Comitê de Consultoria em Logística da Bahia, para aprimorar a logística de transportes do Estado e desenvolver cadeias de suprimentos de logística com melhor custo benefício.

Esse empréstimo de duas parcelas do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) ao Estado da Bahia tem a garantia da República Federativa do Brasil e maturidade final de 30 anos, com seis meses de período de carência.

Contatos com a mídia:
Em Brasília
Juliana Braga
tel : 55-61-3329-1099
jmachado1@worldbank.org
Em Washington
Marcela Sanchez-Bender
tel : 1-202-473-5863
msanchezbender@worldbank.org

COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2012/536/LAC

Api
Api