Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

COMUNICADO À IMPRENSA

Paraíba e Banco Mundial assinam empréstimo de US$ 20,9 milhões para reduzir a pobreza rural no estado

28 de Abril de 2010



BRASÍLIA, 28 de abril de 2010 – O Governador da Paraíba, José Maranhão, e o Diretor do Banco Mundial para o Brasil, Makhtar Diop, assinaram hoje o empréstimo de US$20,9 milhões para o Segundo Projeto de Redução da Pobreza Rural (Cooperar II). Os recursos apoiarão os esforços de comunidades locais para expandir as oportunidades sociais e econômicas nas áreas rurais do Estado, através do maior acesso à infraestrutura básica como eletricidade, água e estradas vicinais de escoamento da produção rural.

"Nós temos uma visão de muita esperança com este novo projeto com o Banco Mundial até porque a dinâmica, o gerenciamento e o método permitem uma execução rápida do projeto desde que os gestores se disponham a trabalhar com celeridade" disse José Maranhão, Governador da Paraíba."Hoje estamos otimistas com essa parceria que irá melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas na zona rural, evitando o êxodo rural com uma solução de desenvolvimento sustentável"

Embora apenas 29% da população da Paraíba viva em áreas rurais, 56% desse total são famílias com renda equivalente a menos de US$ 3,5 por dia. No entanto, o Estado vem alcançando significativos avanços sociais e econômicos. Com o apoio do Banco Mundial, a Paraíba reduziu a pobreza em 20% desde 1990, e elevou o seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,561 para 0,661, deixando a última posição e subindo três posições no ranking dos Estados.

O Cooperar II utiliza a metodologia de desenvolvimento liderado pela comunidade, que empodera as associações de agricultores rurais a tomarem decisões autônomas sobre investimentos e prioridades. A iniciativa fornecerá recursos de contrapartida às associações comunitárias para que implementem cerca de 800 subprojetos de criação de infraestrutura sócioeconômica de pequena escala, e de serviços e investimentos produtivos orientados para o mercado. Esses investimentos devem melhorar o nível de vida de cerca de 175.000 pessoas em 222 municípios.

"O Banco se orgulha de sua longa parceria com a Paraíba, que ajudou o Estado a oferecer mais oportunidades e melhor qualidade de vida à população do Estado, especialmente na área rural," disse Makhtar Diop, Diretor do Banco Mundial para o Brasil. “O desafio da nova geração de projetos de desenvolvimento rural, como o Cooperar II, é aumentar ainda mais a inclusão e a sustentabilidade econômica e social da população rural.”

O Cooperar II também vai facilitar o estabelecimento de vínculos entre os pequenos produtores e os mercados nacionais e internacionais e fortalecer a capacidade das associações comunitárias locais e dos Conselhos Municipais, para levantar fundos e harmonizar políticas e planos institucionais visando a realização de investimentos públicos que beneficiem a população pobre das áreas rurais.

O empréstimo dará continuidade ao trabalho iniciado no primeiro Projeto de Combate à Pobreza Rural (Cooperar I), um financiamento de US$ 60 milhões aprovado em 1998.

Partindo da bem-sucedida experiência do Cooperar I, o novo projeto vai integrar recursos a programas públicos, concentrando os investimentos em produção, criação de empregos e geração de renda para conectar comunidades organizadas de pequenos produtores rurais da Paraíba aos mercados, além de assegurar acesso da população rural a serviços básicos como abastecimento de água, saúde e educação,” disse Edward Bresnyan, Gerente de Projeto pelo Banco Mundial. “Dessa forma, o Cooperar II representa um passo decisivo para que o Estado atinja a sua meta de alcançar o IDH médio do Brasil de 0,766 até 2020. Parabenizamos a equipe do Governo por sua liderança e visão.”

Este empréstimo do Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) para o Estado da Paraíba, no valor de US$ 20,9 milhões, tem garantia do Governo Federal do Brasil e será amortizado em 19 anos, incluindo quatro anos de carência. Desde 1978, o Banco Mundial investiu mais de US$300 milhões na Paraíba, principalmente para programas de desenvolvimento rural, recursos hídricos e saneamento.



Api
Api