REPORTAGEM

Três latino-americanos estão na final do concurso Aplicativos para o Clima

25 de Junho de 2012


Image

Alvaro Molina, Ernesto Giron e Andres Quijano.

World Bank

DESTAQUES DO ARTIGO
  • O FuelECOnomics dispõe de informações sobre o consumo de gasolina e as emissões de carbono de 45 mil modelos de automóveis.
  • O WbPanorama permite “viajar no tempo”, utilizando dados sobre mudanças climáticas e emissões de diferentes cidades.
  • O EcoFacts oferece a possibilidade de interação com os dados, para comparar informações sobre as mudanças climáticas entre cidades, países e regiões.

No início deste ano, o Banco Mundial apresentou um desafio: o desenvolvimento de aplicativos que utilizem os dados da instituição para ajudar a melhor compreender e a evitar as consequências das mudanças climáticas. Os vencedores serão premiados em 28 de junho, quinta-feira, numa cerimônia na sede do Banco Mundial, nos Estados Unidos.

Aplicativos para o Clima é um concurso aberto para atrair as melhores ideias dos programadores de software, da sociedade civil e das pessoas envolvidas com os temas relacionados ao desenvolvimento. Foram apresentadas dezenas de propostas que impressionaram os juízes por sua qualidade e criatividade.

Os vencedores – que concorrem a um primeiro prêmio no valor de US$ 15 mil – serão escolhidos entre 14 finalistas, dos quais três são latino-americanos. Contamos aqui quem são essas pessoas, o que fazem e em que consistem as aplicações que apresentaram no concurso.

Bolívia: Álvaro Molina, engenheiro de telecomunicações e sistemas na Universidade Católica Boliviana

Álvaro criou o site FuelECOnomics, que compara 45 mil modelos de automóveis em termos de consumo de gasolina e de emissões de dióxido de carbono. Permite também desenhar rotas para calcular o gasto de combustível e a pegada de carbono.

“Os usuários podem ver como o uso de seu automóvel e o consumo de gasolina afetam as emissões totais de dióxido de carbono em seus países e o impacto causado nas mudanças climáticas. Possuir um veículo eficiente em termos de consumo de combustível é bom para a sua conta bancária, mas também para o meio ambiente”, afirma Molina.


Colômbia: Ernesto Girón, consultor do Centro Internacional de Agricultura Tropical

O site criado por Ernesto, WbPanorama, permite viajar no tempo utilizando dados sobre mudanças climáticas, de modo que se pode comparar o clima atual de uma cidade com o de outra no futuro, de acordo com as suas emissões de carbono.

“Dispor facilmente de informações online pode ajudar a adaptar-se ou pelo menos conhecer o que poderá acontecer no futuro, ou saber o que já ocorreu”, explica Girón.

Argentina: Andrés Quijano, graduado em Computação pela Universidade de Buenos Aires

Andrés conta que o EcoFacts, o site criado por ele, tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre as mudanças climáticas estabelecendo a comparação entre um país, a região à qual pertence e o restante do mundo.

“Minha ideia é que o usuário interaja com os dados como melhor lhe agradar e possa ver o que lhe interessa em relação a três indicadores: emissões de dióxido de carbono per capita, consumo de energia e fontes de produção energética”, disse Quijano.


Api
Api