REPORTAGEM

Rio+20: Desenvolvimento urbano inteligente permite o crescimento verde

25 de Maio de 2012

Image

O crescimento das favelas é uma das consequências da urbanização desordenada

Scott Wallace / World Bank

DESTAQUES DO ARTIGO
  • A infraestrutura das cidades precisa estar preparada para receber uma população cada vez maior
  • O planejamento nas áreas de transporte público, saneamento básico, eletricidade, educação e saúde é fundamental para dar origem a um crescimento verde inclusivo
  • Dados e indicadores permitem traçar e avaliar cada passo desse planejamento

À medida que a comunidade global segue seu curso, os 70 milhões de pessoas que se mudam para as áreas urbanas a cada ano merecem atenção especial. A urbanização possibilitou o crescimento econômico e a redução da pobreza — as áreas urbanas são atualmente responsáveis por 75% da produção econômica global. Ao mesmo tempo, tem contribuído para agravar questões ambientais e socioeconômicas, incluindo mudanças climáticas, poluição, problemas no tráfego e crescimento das favelas (com todos os impactos de saúde e segurança associados a elas).

Temos uma oportunidade histórica de imaginar, projetar, construir e administrar cidades inteligentes com decisões baseadas em dados sólidos, de modo a atender às necessidades da população de hoje sem reduzir as opções das gerações futuras. O crescimento verde começa com um planejamento urbano inteligente, que se prepara para receber uma população crescente com transporte público que reduza o congestionamento e a poluição; que provê serviços básicos de saúde e educação e investe em uma infraestrutura eficiente de eletricidade e saneamento básico.

O crescimento verde inclusivo também requer dados e indicadores comuns para determinar alvos e avaliar o progresso, tais como o Mecanismo Global de Indicadores Urbanos, o Protocolo GHG, as avaliações de riscos urbanos e os padrões de construção verde. As decisões sobre infraestrutura urbana tomadas hoje terão impacto nas comunidades nos próximos anos.

Na Rio +20, gostaríamos de ver compromisso e apoio ao tema das cidades sustentáveis, no contexto de um crescimento verde inclusivo que enfatize a importância do planejamento urbano e dos mercados fundiários; do financiamento para a infra-estrutura, a habitação e os serviços públicos; bem como dos indicadores comuns e dados abertos.


Api
Api