Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

COMUNICADO À IMPRENSA 30 de Setembro de 2019

Moçambique Recebe USD 110 Milhões de Dólares em Financiamento Adicional para Estradas Rurais

WASHINGTON, 30 de Setembro de 2019 - O Banco Mundial aprovou hoje uma doação de USD 110 milhões da Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA)*, como Financiamento Adicional (FA), para apoiar os esforços de reconstrução do Governo de Moçambique após os ciclones Idai e Kenneth. Este FA abordará as necessidades de recuperação pós-desastre de Moçambique no subsetor de estradas, aumentando o alcance original do Projeto de Desenvolvimento Integrado de Estradas Rurais, aprovado em 2018 através da reconstrução e reabilitação de estradas e pontes rurais nas quatro províncias adicionais nomeadamente, Sofala, Manica, Tete e Cabo Delgado.

Os ciclones Idai e Kenneth destruíram grande parte da rede de estradas nas seis províncias, o que resultou num enorme sofrimento humano nas comunidades rurais, observou Mark Lundell, Diretor do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Seicheles e Comores. “Este projeto ajudará a restaurar o acesso a oportunidades médicas, educacionais e económicas para as comunidades afetadas.

Para as populações vulneráveis, as estradas rurais são a única conexão com os serviços médicos essenciais, escolas, instalações sociais e oportunidades económicas mais amplas. Várias comunidades estiveram isoladas durante semanas. Pontes desmoronadas resultam em grandes transtornos envolvendo desvios e rotas alternativas, adicionando, em alguns casos, trajectos de mais de 50 km. Um sistema de estradas em ruínas tem grandes implicações na recuperação e reconstrução de emergência em todos os outros setores da economia.

Queremos reconstruir melhor," observou Rakesh Tripathi, Especialista Sénior em Transportes no Banco Mundial e líder da equipa do projeto. “Este projeto restabelecerá a conexão rodoviária nos distritos selecionados dessas seis províncias, construindo estradas e pontes rurais resilientes e, desse modo, contribuindo para restaurar os meios de subsistência, apoiar a produtividade agrícola, restabelecer o acessos aos serviços de saúde e educação. O projeto beneficiará igualmente várias instituições do Governo, incluindo o Instituto Nacional de Transporte Terrestres (INATTER), e a Polícia de Trânsito, mas também, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), uma vez que aborda a emergência na segurança rodoviária e mudanças climáticas.

Este financiamento adicional faz parte do pacote regional mais amplo do Banco Mundial, o qual compreende um conjunto de operações e totalizando cerca de US $ 700 milhões em recursos da IDA para apoiar a resposta aos ciclones no Malawi, Moçambique e Zimbábwe. Esta operação é consistente com o duplo objetivo do Grupo Banco Mundial de acabar com a pobreza extrema e aumentar a prosperidade partilhada por meio do acesso à infraestruturas, e está em conformidade com a estrategia do Banco Mundial para o país, conhecida sob a sigla CPF e cobrindo o período 2017-2021.

* A Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), do Banco Mundial criada em 1960, ajuda os países mais pobres do mundo disponibilizando doações e empréstimos com baixos ou sem taxas de juros para projetos e programas que impulsionam o crescimento económico, reduzem a pobreza e melhoram a vida das pessoas pobres. A IDA é uma das maiores fontes de assistência para os 75 países mais pobres do mundo, 39 dos quais estão em África. Os recursos da IDA trazem mudanças positivas para 1,5 bilhão de pessoas que vivem nos países da IDA. Desde 1960, a IDA tem apoiado o trabalho de desenvolvimento em 113 países. Os compromissos anuais atingiram em média US $ 18 bilhões nos últimos três anos, com cerca de 54% destinado a África.


COMUNICADO À IMPRENSA Nº 2020/025/AFR

Contactos

Maputo
Rafael Saute
(+258) 21482300
rsaute@worldbank.org
Api
Api