Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

COMUNICADO À IMPRENSA 28 de Fevereiro de 2019

Paraíba vai melhorar a qualidade de seu sistema integrado de água

Estado do Nordeste sofre há sete anos com secas severas e vários municípios contam hoje com apenas 90 dias por ano de disponibilidade hídrica

WASHINGTON, 28 de fevereiro de 2019 – Empréstimo no valor de US$ 126,886 milhões foi aprovado  hoje pela Diretoria Executiva do Banco Mundial para viabilizar o projeto “Melhorando o gerenciamento de recursos hídricos e a provisão de serviços na Paraíba”. Por meio do projeto, um sistema mais integrado de água vai melhorar a segurança hídrica e promover a eficiência e expansão dos serviços de água no estado da Paraíba, beneficiando cerca de 4 milhões de pessoas que vivem na região.

“A segurança hídrica é uma prioridade na nossa região. O projeto vai nos permitir expandir e modernizar a infraestrutura, desenvolver e implementar modelos institucionais para melhoria da eficiência no gerenciamento de recursos hídricos e dos serviços de água e esgoto. Trata-se de um tema essencial, especialmente para as regiões Agreste e Carimataú, que irão receber água de qualidade através do Sistema Adutor Transparaíba, beneficiando 27 municípios que historicamente sofrem com severas secas”, diz João Azevedo, governador do estado da Paraíba. “O projeto também vai promover ações para melhorar a eficiência dos serviços de água e esgoto na região metropolitana de João Pessoa.”

O estado da Paraíba tem 87% de sua área (56.469,47 km²) localizada no semi-árido, região seca caracterizada por solos pobres, além de precipitação baixa e irregular. Essa área abrange 76% dos municípios e 57% da população do estado. A região vem enfrentando secas severas pelos últimos sete anos, e alguns municípios registram apenas 90 dias por ano de disponibilidade hídrica.

“A expansão e modernização dos serviços é essencial para melhorar não apenas a qualidade de vida da população, mas também o desenvolvimento do estado”, explica Martin Raiser, diretor do Banco Mundial para o Brasil. “O projeto vai abordar a segurança hídrica sob três dimensões: eficiência no gerenciamento, disponibilidade de infraestrutura e melhoria nos serviços. O resultado será o uso mais produtivo dos escassos recursos hídricos, além do aumento do fornecimento de água na região mais seca e a garantia de disponibilidade hídrica durante 90% do ano, ou 328 dias, independentemente das condições climáticas. Além disso, o fornecimento de água e o sistema de esgoto na região metropolitana de João Pessoa serão mais eficientes”.

Ao melhorar a infraestrutura a montante na bacia do rio Paraíba, o projeto apoiará a redução das perdas de água e a redução da poluição da água a jusante em João Pessoa, uma vez que os investimentos incluirão a setorização e controle de pressão da rede de água e a expansão e modernização do sistema de esgoto em João Pessoa, incluindo sua eficiência energética.

Entre os indicadores de resultados esperados estão:

  • Maior número de estações hidro meteorológicas em operação para alimentação do sistema de informação de água;
  • Prestação maior e mais confiável de serviços de água nas regiões do Agreste e de Borborema;
  • Redução das perdas de água na Região metropolitana de João Pessoa;
  • Redução da carga poluidora por esgotos (DBO) nos cursos de água na RM de João Pessoa

Este empréstimo do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) para o Estado da Paraíba é garantido pela República Federativa do Brasil e tem prazo de validade de 20 anos, com um período de carência de 7,5 anos.

Para mais informações, visite: www.bancomundial.org.br  

Visite-nos no Facebook: https://www.facebook.com/bancomundialbrasil  

Seja atualizado via Twitter: https://www.twitter.com/BancoMundialbr

Para o nosso canal do YouTube: https://www.youtube.com/alcregion2010  


COMUNICADO À IMPRENSA Nº 2019/130/LAC

Contactos

Washington
Candyce Rocha
+1 202 458 4963
crocha@worldbank.org
Brasília
Elisa Diniz
+55 61 3329-1059
elisadiniz@worldbank.org
Api
Api