Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

Eventos

Competição #Blog4Dev: O que será preciso para acabar com o casamento infantil no seu país?

Outubro 19-Novembro 30, 2019

Online

World Bank Group


O índice de capital humano do Grupo Banco Mundial para 2018 revelou que a classificação dos países da África Subsaariana é a mais baixa em comparação com todas as regiões do mundo no que diz respeito a competências, saúde, conhecimento e resiliência. Isto reflete os desafios como a elevada mortalidade e elevadas taxas de raquitismo, assim como resultados inadequados de aprendizagem dos alunos.

Com o objetivo de ajudar os países Subsarianos a resolverem estas questões, a Região Africana do Banco Mundial lançou o seu Plano de Capital Humano com metas ambiciosas, incluindo uma redução da mortalidade infantil para salvar quatro milhões de vidas, evitar o raquitismo entre 11 milhões de crianças e aumentar em 20% os resultados da aprendizagem para raparigas e rapazes na escola.

Capacitar as mulheres para evitar o casamento e as gravidezes precoces para as adolescentes também é um objetivo do plano. De acordo com Hafez Ghanem, Vice-Presidente do Banco Mundial para a África, “a taxa de fertilidade das adolescentes na África Subsaariana é de 102 nascimentos por 1000 raparigas — três vezes mais elevada do que no Sul da Ásia. Isto não só prejudica as raparigas e os seus filhos, mas também prejudica o crescimento económico."

A África Subsaariana tem a mais elevada taxa de casamentos infantis do mundo. Quase quatro entre cada 10 mulheres nesta região casaram antes de atingirem os 18 anos. Estas raparigas jovens têm a sua infância encurtada, mas isto vai muito para além de uma questão moral. Esta situação tem um impacto negativo no desenvolvimento. É também mais provável que tenham filhos em tenra idade, o que afeta a sua saúde, e é muito mais provável que abandonem a escola e concluam menos anos de escolaridade do que o previsto. Isto limita a sua capacidade de entrar no mercado de trabalho com as competências adequadas e, por conseguinte, reduz o seu potencial de obter rendimentos mais elevados.

As estimativas para 12 países na África Subsaariana afirmam que o casamento infantil está a custar a esses países 63 mil milhões de dólares em rendimentos perdidos e riqueza de capital humano.  Abordar a questão do casamento infantil é, portanto, um desafio de desenvolvimento crucial para todos os países da África Subsaariana.

Por isso, queremos ouvir o que tem a dizer! Partilhe as suas opiniões respondendo às seguintes perguntas: "O que será preciso para acabar com o casamento infantil no seu país?"

  • Lançado em 2014 pelo do Banco Mundial no Quénia, o concurso Blog4Dev é um concurso anual de redação que convida os jovens a participarem num tema crítico para o desenvolvimento económico do país. O concurso é uma forma de envolver a juventude africana e proporcionar uma plataforma para poderem partilhar os seus pontos de vista - e soluções - sobre temas de desenvolvimento que são importantes para eles. Em 2018, tornou-se uma competição regional.

  • ELEGIBILIDADE

    Para ser elegível para participar na competição #Blog4Dev, deve:

    • Ser um cidadão de qualquer um dos 48 países da África Subsaariana
    • Ter entre 18 e 28 anos de idade no dia 30 de Novembro de 2019.
    • Residir atualmente num país da África Subsaariana.
    • Não foram vencedores de edições anteriores.

    ENVIO

    Usando os links abaixo, envie sua contribuição original no blog detalhando as suas ideias sobre o que será necessário para acabar com o casamento infantil precoce no seu país, escrito em inglês, francês ou português até ao dia 30 de Novembro de 2019.

    Os envios através de e-mail ou correio não serão aceites.

  • Um painel de juízes especialistas de dentro e de fora do Grupo do Banco Mundial irá analisar todas as entradas e deverá selecionar as cinco melhores de cada país. Os autores selecionados serão entrevistados, e será escolhido um vencedor final de cada país.

    As candidaturas vencedoras serão selecionadas tendo como base os seguintes critérios:

    • Originalidade
    • Clareza na escrita e na apresentação
    • Praticalidade e relevância
    • Impacto potencial no desenvolvimento
  • Os autores vencedores são elegíveis para vários prémios, incluindo serem convidados para participar num programa específico durante as Reuniões de Primavera 2020 do Banco Mundial - FMI em Washington DC, oportunidades para representar a juventude africana em eventos de alto nível, uma oportunidade para estagiar num escritório do Banco Mundial em África, ou uma oportunidade para ter o seu blog publicado no blog Youth Transforming Africa (A juventude a transformar a África) do Banco Mundial em África.

  • O Grupo BancoMundial reserva-se o direito de investigar e confirmar a elegibilidade dequalquer participante.

    As candidaturasdevem ser originais. O Grupo Banco Mundial reserva-se o direito de testar todasas candidaturas através de um software anti plágio.

    O prazo decandidatura termina a 30 de novembro 2019. As candidaturas tardias serãodesqualificadas automaticamente.

    O tamanho dotexto no blog não deverá exceder os seguintes limites: 500 palavras ou menos emInglês, 650 palavras ou menos em Francês e Português. As candidaturas comtextos maiores do que o permitido serão desqualificadas.

    Só será permitidauma candidatura por participante.

    Ao participaremno concurso, os participantes concordam em libertar o Grupo do Banco Mundial dequaisquer reivindicações baseadas no concurso e conceder ao Grupo do BancoMundial todos os direitos da sua participação, incluindo o consentimento parapublicar os seus textos em blogs no seu website e canais de redes sociais.

    O não cumprimentodestas regras poderá resultar na desqualificação do concurso. Os bloggers concordamem cumprir e a respeitar as decisões do Grupo Banco Mundial, que são finais evinculativas em todos os assuntos relativos a esta competição.

    As decisões doGrupo Banco Mundial serão consideradas finais.

Details

  • PRAZO : 30 de Novembro, 2019
  • ELEGIBILIDADE : Deve ser um cidadão de um país da África Subsaariana e estar a viver atualmente na África Subsaariana e ter entre 18-28 anos no dia 30 de Novembro de 2019.
  • TÓPICO: O que será preciso para acabar com o casamento infantil no seu país?
  • Contato: Blog4Dev 
  • Blog4Dev@worldbank.org