O refúgio de um terço das abelhas tropicais está ameaçado

4 de junho de 2014

O cerrado não tem a fama ou a exuberância da Amazônia. Mas a savana brasileira, que ocupa 22% do país (ou 2.036.448 km2), esconde uma das biodiversidades mais ricas da América Latina. Há cerca de 14.000 espécies de fauna e flora já registradas, e muitas ainda desconhecidas, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente. Calcula-se ainda que o cerrado seja o refúgio de 13% das borboletas e 35% das abelhas dos trópicos. Nas últimas décadas, o cerrado também se tornou cenário da expansão do agronegócio brasileiro. Tal processo, porém, trouxe uma série de preocupações expressas por comunidades indígenas e tradicionais, além de especialistas em meio ambiente. Neste vídeo, os povos do cerrado mostram a importância de cuidar desse bioma de paisagens aparentemente desoladas, mas surpreendentes para quem se dispõe a mirá-las de perto.