Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

COMUNICADO À IMPRENSA

Mato Grosso do Sul tem US$ 300 milhões do Banco Mundial para estradas

4 de Maio de 2010




WASHINGTON, 04 de maio de 2010 – A Diretoria Executiva do Banco Mundial aprovou hoje um empréstimo de US$ 300 milhões para o Programa de Transportes e de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Mato Grosso do Sul (PDE/MS), que visa melhorar a eficiência da rede viária estadual através da reabilitação e pavimentação de cerca de 1.200 quilômetros de rodovias, contribuindo para melhorar a mobilidade da população e aumentar a competitividade da economia do Estado.

 

"Mais importante que a liberação dos recursos que sustentarão o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, nos emociona, em especial, o empenho, a presteza e a sensibilidade que moveram à equipe do BIRD. Mato Grosso do Sul vê suas esperanças transformarem-se em certezas a partir de agora e vive um novo tempo de realizaçõesdisse André Puccinelli, Governador do Estado do Mato Grosso do Sul

 

O Mato Grosso do Sul (MS) é um dos principais pólos agroindustriais do Brasil e está estrategicamente localizado na intersecção de corredores de produção internacionais e nacionais. Os fluxos comerciais que cruzam o Estado ligam as regiões Centro-Oeste e Sudeste com os corredores para a Bolívia e Paraguai, tornando o Estado um ponto de passagem para as costas do Atlântico e do Pacífico. 

Comparado com o restante do Brasil, o Estado possui uma matriz de transportes diversificada, incluindo ferrovias, rodovias, transporte aéreo e gasodutos. No entanto, a plena utilização do seu potencial de transporte multimodal tem sido dificultada pela baixa densidade e a deterioração da rede viária, o que resulta em gargalos logísticos, especialmente na estação chuvosa. 

O Programa de Transportes e de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Mato Grosso do Sul (PDE/MS) contribuirá para fomentar o crescimento econômico e melhorar a competitividade do Estado, reduzindo as desigualdades regionais, melhorando o acesso entre as áreas mais e menos desenvolvidas do Mato Grosso do Sul.  

"Mato Grosso do Sul está emergindo como uma força econômica dinâmica no Brasil. Ao contribuir para a melhoria das condições de transporte, o projeto irá apoiar o Estado a atingir o seu potencial econômico de forma sustentável, incluindo a melhoria do acesso a serviços, empregos e mercados”, disse Makhtar Diop, Diretor do Banco Mundial para o Brasil. 

Devido à sua localização na zona de transição entre os biomas do Cerrado e do Pantanal, o Mato Grosso do Sul também abriga um excepcional patrimônio ambiental: 25% do território do Estado são cobertos por áreas de interesse ambiental, incluindo uma parte do Pantanal. MS também tem a segunda maior população indígena no Brasil, depois do Estado do Amazonas.
 

"O Programa de Transportes e de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Mato Grosso do Sul  beneficiará diretamente a população, principalmente aquela que vive em áreas mais remotas, melhorando o acesso e a segurança. As obras do projeto enfocam regiões que possuem potencial econômico e estão localizadas fora de qualquer área ecológica e socialmente frágil”, disse Eric Lancelot, Gerente do Projeto pelo Banco Mundial.  

Os objetivos do projeto serão alcançados através das seguintes ações:

  • Reabilitação e pavimentação de rodovias estaduais - a reabilitação de cerca de 750 quilômetros e pavimentação de aproximadamente 450 quilômetros de estradas estaduais, incluindo estradas secundárias, para melhorar as ligações entre as cidades e regiões situadas nas partes nordeste e sul do Estado. O primeiro conjunto de obras inclui a reabilitação das seguintes rodovias: MS-141, MS-145, MS-306, MS-377 e MS-276. As primeiras obras incluem pavimentação rodovias MS-436, MS-306, MS-112 e MS-274.
  • Fortalecimento institucional da administração do Estado - fornecimento de equipamentos, serviços de consultoria e treinamento para melhorar a gestão dos recursos públicos pela Secretaria do Estado do Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (SEMAC); fortalecer o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Ima Sul), fortalecer a capacidade de gestão ambiental; e consolidar a capacidade de planejamento no setor de transporte e da capacidade de execução no setor viário.


Este um empréstimo flexível do BIRD de US$ 300 milhões, em dólares americanos, com opção de spread variável, é reembolsável em 25 anos, com período de carência de 10 anos.

Contatos com a mídia:
Em Brasília
Denise Marinho
tel : (+55 61) 3329-1099
dmarinho@worldbank.org
Em Washington
Gabriela Aguilar
tel : (+1 202) 473-6768
gaguilar2@worldbank.org


COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2010/382/LAC

Api
Api