Esta página em:

COMUNICADO À IMPRENSA

Banco Mundial/Brasil: Projeto Rural Beneficiará 47 mil Agricultores no Estado do Rio de Janeiro

6 de novembro de 2012

WASHINGTON D.C., 6 de novembro de 2012 * Cerca de 47 mil agricultores de 72 municípios do Estado do Rio de Janeiro serão beneficiados com o financiamento adicional de US$100 milhões para o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável do Rio de Janeiro. Aprovado hoje pela Diretoria do Banco Mundial, o empréstimo se concentra nas regiões Norte, Nordeste e Serrana, visando promover a integração e o desenvolvimento sustentável das comunidades rurais.

"Os recursos vão possibilitar a expansão do Programa Rural do Rio, destinado à promoção do desenvolvimento rural sustentável, que abrange 1,6 milhão de hectares, ou 36% de nosso estado”, afirmou Sérgio Cabral Filho, governador do Estado do Rio de Janeiro. “A agricultura familiar, típica do Rio de Janeiro, emprega mais de 400 mil pessoas. Portanto, é muito importante que a atividade conte com o que é mais moderno em termos de sustentabilidade.”

Com uma área de 43.864 km², o Rio de Janeiro tem 60% de seu solo ocupado para finalidades agrícolas. As atividades agroindustriais representam 25% do produto interno bruto do estado.

Nas regiões Norte, Nordeste e Serrana, a importância da agricultura é ainda mais evidente. As três áreas abrigam 330 mil habitantes, ou seja, mais da metade do total da população rural de 550 mil pessoas do estado e 80% da sua área é utilizada por pequenos agricultores. Em conjunto, eles são responsáveis por 60% do emprego agrícola no Rio de Janeiro.

Apesar da sua importância para a economia do estado, a produção agrícola está longe de alcançar o seu potencial, especialmente nas áreas rurais. Problemas como o de uma infraestrutura deficiente, conexões inadequadas com os mercados e o uso de práticas pouco eficientes e insustentáveis são comumente identificados como as principais razões da baixa produtividade.

“A implementação de sistemas agrícolas integrados e sustentáveis é essencial para aumentar a produtividade e melhorar a subsistência na região”, afirmou Deborah L. Wetzel, Diretora do Banco Mundial para o Brasil. “Este projeto apoiará os processos de transição dessas importantes comunidades rurais para um sistema de produção ecológico e eficiente, promovendo assim a inclusão social.”

O projeto está estimulando essas mudanças por meio das seguintes ações:

  • Criação de associações de agricultores mediante atividades de capacitação e planejamento
  • Fornecimento de assistência técnica e de atividades de pesquisa adaptativa para agricultores
  • Oferta de incentivos financeiros para aumentar a produtividade dos pequenos agricultores
  • Melhoria da rede de estradas rurais
  • Promoção do acesso a sistemas de financiamento de longo prazo

Este empréstimo, em parcela única, do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) para o Estado do Rio de Janeiro é garantido pela República Federativa do Brasil e tem prazo de vencimento final de 24 anos, com cinco anos e meio de carência.

Contatos com a mídia:
Em Brasília

Juliana  Braga
tel : (+55 61) 3329-1099

Em Washington

Marcela  Sanchez-Bender
tel : +1(202) 473-5863

COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2013/137/LAC