COMUNICADO À IMPRENSA 23 de Setembro de 2019

Banco Mundial e Alemanha Lançam Fundo para Reduzir Perda Florestal, Construir Paisagens Resilientes


NOVA YORK, 23 de setembro de 2019 — O Banco Mundial e a Alemanha anunciaram hoje o lançamento do PROGREEN, uma nova parceria global para fortalecer os esforços para acabar com o desmatamento, restaurar terras degradadas, melhorar os meios de subsistências em comunidades rurais pobres e reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

O PROGREEN fortalecerá os esforços dos nacionaiss para reduzir a queda da biodiversidade, a perda florestal, a deterioração da fertilidade das terras e o aumento de riscos como fogos florestais descontrolados, que são exacerbados pela mudança climática. O PROGREEN ajudará os países a cumprir seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e seus compromissos, incluindo a redução da pobreza, com eficiência de custo.

“Os pulmões verdes do nosso planeta estão queimando. O desmatamento ameaça o clima e destroi os habitats humanos e da vida selvagem. Devemos por um fim a tudo isso. Devemos usar os recursos naturais do nosso planeta de forma sustentável e preservá-los para o futuro. O PROGREEN fará uma importante contribuição para isso”, disse o Ministro do Desenvolvimento alemão Gerde Müller.

O PROGREEN é uma maneira inovadora de criar paisagens mais sustentáveis e resilientes”, disse o Presidente do Banco Mundial, David Malpass. “O programa conecta setores que raramente se coordenam para reduzir o desmatamento e a degradação das florestas e da terra. Visa ter um impacto em escala una mudança de abordagens de projetos transacionais para abordagens baseadas no desempenho voltadas para o aprimoramento das políticas nacionais. Estamosgratos de ter parceiros comprometidos como a Alemanha para ajudar-nos a encantrar soluções para estes problemas prementes”.

Ecossistemas florestais e baseados na terra fornecem alimentos, água limpa, regulação climática, empregos e crescimento econômico.  No entanto, as florestas e habitats naturais remanescentes mundiais encontram-se sob crescente pressão, muitas vezes com consequências desastrosas para as comunidades rurais que dependem desses recursos para seus meios de subsistência e alimentos. Aproximadamente um terso da terra total do mundo está degradada, a um custo estimado anual de US$ 300 bilhões.

O PROGREEN irá unir setores que normalmente causam desmatamento e mudanças no uso da terra – como a agricultura, a infraestrutura e a mineração – para que trabalhem juntos para melhorar o planejamento e gestão do uso da terra a fim de beneficiar os pobres das áreas rurais. O PROGREEN fará isso por meio da assistência técnica, do fortalecimento da capacidade do governo e da provisão de financiamento para reorientar políticas, criar incentivos voltados para cadeias de valor de commodities responsáveis, gestão sustentável de terra e soluções para infraestrutura baseadas na natureza.

O PROGREEN irá basear-se em iniciativas existentes relacionadas com paisagens, florestas, biodiversidade, terras áridas e mudança climática, a fim de fechar as lacunas técnicas e financeiras para acelerar o progresso dos países na consecução de seus objetivos.  O PROGREEN prioritizará a participação de comunidades e grupos vulneráveis nos projetos, além de fazer parcerias com o setor privado a fim de tornar suas cadeias de valor mais verdes e mobilizar recursos adicionais.

A Alemanha, que é o primeiro financiador do PROGREEN, contribuirá 200 milhões de Euros para iniciar o programa. Este compromisso mostra o forte foco da Alemanha em florestas, restauração de paisagens e, de modo mais geral, em biodiversidade. O objetivo é financiers para o PROGREEN e de arrecadar aproximadamente US$ 1 bilhão.

Contatos:

Em Washington: Laura Ivers, (202) 473-2396, laivers@worldbank.org;

Site: www.worldbank.org/progreen

Facebook: http://www.facebook.com/worldbank

Twitter: http://www.twitter.com/worldbank

YouTube: http://www.youtube.com/worldbank


COMUNICADO À IMPRENSA Nº 2020/043/ENV

Api
Api