Learn how the World Bank Group is helping countries with COVID-19 (coronavirus). Find Out

Eventos

Bate-papo Juventudes e Gênero

15 de Março de 2018

Rio de Janeiro

Estudos inéditos sobre jovens que nem trabalham nem estudam no Brasil e a situação da paternidade no mundo em 2017 serão apresentados no evento. Confirme sua presença pelo email eventos@frm.org.br ou pelo telefone (21) 2502-3233.  

  • Image

    A inserção dos jovens no mercado de trabalho, a igualdade de oportunidades para mulheres e homens e os desafios para dar voz às juventudes e suas diferentes identidades serão abordadas no bate-papo “Juventudes e Gênero”, que será realizado no dia 15 de março. O evento, promovido pela Fundação Roberto Marinho e Canal Futura em parceria com o Banco Mundial e o Instituto Promundo, marcará a divulgação de dados de estudos inéditos sobre os jovens que nem trabalham nem estudam no Brasil (os chamados nem-nem) e a situação da paternidade no mundo em 2017.

    No Brasil, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD) divulgados em 2015, 23,5% dos jovens entre 15 e 29 anos de idade nem estudam e nem trabalham. No encontro, com mediação da jornalista Karen Souza, do Canal Futura, a cientista social Miriam Muller vai apresentar o estudo “Se já é difícil, imagina pra mim - Uma perspectiva Qualitativa sobre os Jovens que Nem Trabalham e Nem Estudam no Brasil”, realizado pelo Banco. De acordo com a pesquisa, os termos "nem-nem" ou "juventude desengajada", comumente utilizados, não traduzem bem a realidade complexa dos jovens aos quais se referem.

    O Instituto Promundo, por sua vez, apresentará o relatório “Situação da Paternidade no Mundo 2017”. A coordenadora de projetos do Instituto Promundo, Linda Cerdeira, vai mostrar o que paralisou o avanço da equidade de gênero no mundo e como o relatório apresenta uma agenda ousada para que homens e meninos realizem 50% das tarefas de cuidado não pagas (os trabalhos domésticos) no mundo, o que pode colaborar para a equidade de gêneros na sociedade.

    A coordenadora de Projetos de Mobilização Comunitária do Futura, Priscila Pereira, vai falar sobre o posicionamento do Futura e FRM em relação ao tema Juventudes. A iniciativa tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento integral de adolescentes e jovens junto a instituições, coletivos e escolas com foco na juventude, a partir dos conteúdos desenvolvidos pelo Futura.

    A abertura do “Juventudes e Gênero”, evento que faz parte da agenda das instituições envolvidas em torno do Dia Internacional da Mulher, ficará por conta do gerente geral do Canal Futura, João Alegria, e gerente geral de Educação Profissional da Fundação Roberto Marinho, Aparecida Lacerda.