COMUNICADO À IMPRENSA

O Grupo Banco Mundial duplica o financiamento baseado em resultados para a educação no total de US$ 5 bilhões nos próximos cinco anos

18 de maio de 2015


Com antecedência ao Fórum Mundial sobre Educação 2015, o Grupo Banco Mundial afirma que a educação de baixa qualidade tem 'graves consequências' para a erradicação da extrema pobreza.

INCHEON, República da Coreia, 18 de maio de 2015 – Às vésperas do pioneiro Fórum Mundial sobre Educação 2015, o Grupo Banco Mundial anunciou que duplicará o financiamento baseado em resultados para a educação no total de US$ 5 bilhões nos próximos cinco anos. O novo financiamento é parte do compromisso do Grupo Banco Mundial para erradicar a extrema pobreza no mundo até 2030 mediante a melhoria tanto da qualidade como da equidade da educação, de forma que todas as crianças adquiram as aptidões de que necessitam para levar uma vida mais próspera.

Mais de 160 países se reunirão na Coreia nesta semana para discutir um objetivo e uma estrutura de ação novos em matéria de educação para os próximos 15 anos. Isso fará parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável a serem adotados pelas Nações Unidas em setembro, os quais substituirão os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs) que terminam neste ano.

Apesar de muito progresso, 121 milhões de crianças no mundo inteiro continuam fora do ensino fundamental e médio. A maioria dessas crianças são as mais difíceis de serem alcançadas devido à pobreza, barreiras de gênero, distância e deficiência. O novo objetivo global para 2030 não é apenas colocar todas as crianças restantes na escola, mas assegurar que adquiram conhecimentos em leitura, matemática e aptidões não cognitivas de que necessitam para escapar da extrema pobreza, compartilhar os benefícios do crescimento econômico e impulsionar a inovação e a criação de emprego.

“A verdade é que a maioria dos sistemas educacionais não estão servindo bem às crianças mais pobres. Cerca de 250 milhões de crianças não sabem ler nem escrever – embora muitas tenham frequentado a escola durante anos. Isso é uma tragédia e tem graves consequências para a erradicação da extrema pobreza”, afirmou Jim Yong Kim, Presidente do Grupo Banco Mundial. “Com quase um bilhão de pessoas ainda presas na extrema pobreza hoje em dia, esforços contínuos para melhorar a aprendizagem das crianças liberarão enormes volumes de potencial humano durante muitos anos. Melhores resultados nas salas de aula ajudarão a erradicar a pobreza”.

No período dos ODMs (2000-2015) o Grupo Banco Mundial cumpriu sua promessa de que nenhum país com um plano aceitável de educação ficaria sem financiamento – milhões de crianças de famílias pobres obtiveram acesso à escola, inclusive meninas. Como o maior financiador mundial da educação, a instituição investiu US$ 40 bilhões neste setor desde 2000, apoiando a educação mediante os próprios empréstimos, bem como supervisionando subsídios por meio da Parceria Global para a Educação, da qual é parceiro fundador.

Cada vez mais o Grupo Banco Mundial tem vinculado o financiamento da educação à obtenção de resultados pré-acordados, destinando US$ 2,5 bilhões ao financiamento baseado em resultados nos últimos cinco anos. O novo financiamento ajudará a impulsionar a responsabilização, atrair recursos e acelerar o progresso no sentido de um novo objetivo global de aprendizagem para todos.

Os analistas do Grupo Banco Mundial citaram três motivos por que a equidade e a aprendizagem ajudarão a erradicar a extrema pobreza até 2030. Primeiro, a educação ajuda as pessoas a saírem da pobreza com taxas mais altas, aumentando a renda 10% por cada ano de educação dos trabalhadores empregados. Segundo, mulheres e meninas instruídas podem ser agentes muito eficazes da mudança socioeconômica, beneficiando a si mesmas e às respectivas famílias. Terceiro, a qualidade dos resultados da aprendizagem – o grau em que os trabalhadores realmente aprendem na escola – é um sólido elemento de previsão das taxas de crescimento econômico.

-------------------------------

Para obter informações mais detalhadas sobre o trabalho do Banco Mundial em educação favor consultar o site: http://www.worldbank.org/education

Visite-nos no Facebook: http://www.facebook.com/worldbank

Mantenha-se atualizado via Twitter: http://www.twitter.com/WBG_Education

Para o canal YouTube: http://www.youtube.com/worldbank

 



Contatos com a mídia:
Em Washington, DC
Patricia da Camara
tel : +1 (202) 473-4019
pdacamara@worldbankgroup.org
Em Incheon
Kavita Watsa
tel : +1 (703) 835-1830
kwatsa@worldbankgroup.org

COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2015/450/EDU

Api
Api