Esta página em:

COMUNICADO À IMPRENSA

Presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, visitará três países latino-americanos

27 de junho de 2013

Kim promoverá a prosperidade compartilhada nas viagens ao Peru, Chile e Bolívia

WASHINGTON DC, 27 de junho de 2013 – O presidente do Grupo Banco Mundial, Jim Yong Kim, encontrará o presidente do Peru, Ollanta Humala, e participará da cerimônia de assinatura de um programa de educação básica, como parte da visita a três países da América do Sul, que ocorrerá do dia 29 de junho a 7 de julho.  O Dr. Kim também viajará para o Chile para encontrar o Presidente Sebastian Piñera e para a Bolívia, onde ele assinará um acordo de produção de quinoa com o Presidente Evo Morales.

Nas reuniões com alguns dos mais influentes líderes políticos, empresariais e da sociedade civil latino-americana, o Dr. Kim destacará o compromisso renovado do Banco Mundial de reduzir a extrema pobreza e de incluir mais latino-americanos na prosperidade da região. Em abril, o Conselho de Governadores do Grupo Banco Mundial endossou os objetivos de acabar com a extrema pobreza até 2030 e de promover a prosperidade compartilhada entre os 40% mais pobres da população nos países em desenvolvimento. A instituição publicará relatórios anuais sobre o progresso desses objetivos.

“Enquanto me preparo para viajar à América Latina, percebo que a região apresentou um grande avanço em relação à 'década perdida' dos anos 1980 e está emergindo como propulsora do crescimento global. Mas ainda temos muito a fazer para assegurar que a população latino-americana se beneficie com a crescente prosperidade da região”, afirmou Kim.

Em sua primeira parada no Peru, programada para o dia 29 de junho, o Dr. Kim examinará os projetos do Banco na antiga capital do Império Inca, Cusco, que se tornou hoje um centro dinâmico de agricultura sustentável. Observará também o progresso realizado no combate à tuberculose nas áreas vulneráveis, um projeto que ajudou a desenvolver durante os anos em que chefiou os Parceiros da Saúde, em Lima, no início dos anos 1990. A autoridade máxima do Banco Mundial também discutirá a redução da pobreza em uma reunião aberta com estudantes na Universidade Católica de Lima.

Cerca de seis milhões de estudantes de 40 mil escolas poderão se beneficiar com o acordo educacional que tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino e a transparência na seleção dos diretores das instituições.

No Chile, Kim terá um encontro no dia 4 de julho com o presidente Sebastian Piñera e membros de seu gabinete para examinar o programa de assistência técnica para o país.

Em seguida, Kim viajará à Bolívia no dia 6 de julho para se reunir com o presidente Evo Morales e assinar um Memorando de Entendimento que apoia a produção sustentável de quinoa e de outros produtos andinos.

“Cumprir a promessa do crescimento exigirá dos formuladores de políticas latino-americanos, juntamente com seus parceiros na comunidade do desenvolvimento, entre os quais o Banco Mundial, que garantam que os avanços econômicos beneficiem todos os cidadãos”, afirmou Kim.

O Dr. Kim salientou que uma de suas principais mensagens nesta viagem será de que o papel do Banco é ajudar os governos a incluir mais pessoas no crescimento econômico da região.

 

Contatos com a mídia:
Em Washington

Sergio Jellinek
tel : 1 202 294 6232

Em Peru

Sandra  Arzubiaga
tel : 511 615 0660 ext. 339

COMUNICADO À IMPRENSA Nº
2013/500/LAC