Eventos
Image
Consultas: Estamos reestruturando nossa parceria com o Brasil e queremos ouvir você
6/3 a 31/5 de 2017Brasil

Depois de uma década de forte crescimento seguida de recessão, o Brasil agora enfrenta o desafio de construir uma economia que ofereça oportunidades a todos os cidadãos.

O Grupo do Banco Mundial quer fazer todo o possível para apoiar esse processo. Para isso, estamos desenvolvendo uma nova Estratégia de Parceria com o Brasil (Country Partnership Framework/CPF, em inglês), para um ciclo de seis anos, de 2017 a 2023.

Para estruturá-la, precisamos da sua ajuda.

Pretendemos redobrar os nossos esforços para chegar a todos os brasileiros e brasileiras, dando a todos a oportunidade de expressar suas opiniões sobre a nova estratégia e dizer o que mais poderíamos fazer para ajudar o Brasil a atingir seus objetivos, com vistas a alcançar um crescimento sustentável e inclusivo.

Estamos organizando uma série de consultas presenciais sobre o tema com representantes da sociedade civil, da academia, do governo federal e dos estaduais, além do setor privado. Mas sua participação também pode ser encaminhada online. Veja aqui como participar. 

  • Diálogos entre o Banco Mundial e os Prefeitos das Cidades Brasileiras sobre a Estratégia de Parceria com o Brasil (2017-2023) e sobre a Agenda de Desenvolvimento Sustentável

    25/4, em Brasília
    O evento, em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), será realizado das 11h às 15h, durante o IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS).
  • Reunião com o setor privado

    11/4, em São Paulo
  • Consulta com a sociedade civil

    9/3, em Brasília
  • Consulta com o governo federal

    6/3, em Brasília

Por favor, responda às seguintes perguntas:

  • Em relação às prioridades de ação propostas pelo governo federal, que papel o Grupo Banco Mundial deve desempenhar?
  • Na sua opinião, quais são os principais riscos para o Brasil nos próximos anos e como podemos nos preparar para eles?
  • Há coisas que o Grupo do Banco Mundial poderia fazer de forma diferente? Como podemos melhorar a implementação de nosso programa?

Seus comentários nos ajudarão a direcionar nossas atividades para onde elas sejam mais necessárias.

Email: consultasbrasil@worldbank.org



Welcome